Localização
Avenida da República, 300
2750-475 Cascais
+351 214 826 970
Horário
3ª a domingo
10h às 18h
Última entrada às 17h40
Público Geral: 5€
Residentes: 2.5€

2009/

Exposição da Colecção
18 de Setembro de 2009 a 29 de Agosto de 2010


Obras de Paula Rego
18 de Setembro de 2009 a 29 de Agosto de 2010

Coincidindo com a abertura da Casa das Histórias Paula Rego e surgindo no contexto da exposição da colecção, a presente exposição temporária, dedicada exclusivamente a Paula Rego, assume algumas características singulares. Justificada desde logo pela relevância das pinturas que reúne, a sua finalidade imediata torna-se evidente: garantir a possibilidade de mostrar, aqui, o percurso extraordinariamente produtivo da artista.

Imagem Actuais Paula Rego, Mulher Cão, 1994 - Colecção Marlborough International Fine Art

Realizadas ao longo de duas décadas decisivas, entre 1987 e 2008, e pertencendo actualmente à Galeria Marlborough, as pinturas em exposição, maioritariamente de grande formato, vêm complementar e reforçar as possibilidades discursivas da colecção, permitindo observar aspectos artísticos fundamentais do percurso da artista. No conjunto, esclarecem o modo como Paula Rego apropria e interpreta as mais diversas fontes narrativas e visuais - da literatura ao cinema, da experiência e do acontecimento factual ao imaginário fantástico - ou os processos através dos quais foi construindo o seu tão singular universo criativo.

No final dos anos oitenta, as experiências realizadas em torno das possibilidades narrativas da linguagem realista têm expressão em exemplares tão notáveis como A Filha do Polícia, As Criadas ou A Família.

Os recursos de marcada dimensão autoral como os que mobiliza para conquistar a densidade expressiva das suas figuras isoladas, já no decurso dos anos noventa, sendo disso exemplo a extraordinária pintura Mulher Cão - a primeira obra que realiza a pastel e cuja imagem ilustra a capa do catálogo da exposição -, inscrevem-se no mesmo âmbito. E a importância que o desenho assume no percurso artístico de Paula Rego, seja enquanto disciplina autónoma, seja na relação com a pintura, uma perspectiva valorizada nas suas últimas grandes exposições retrospectivas que se revelou particularmente adequada, surge também assinalada no contexto desta exposição. A presença de alguns desenhos preparatórios da colecção da Casa das Histórias, cedidos pela artista a título de empréstimo, ou ainda de obras tão representativas do trabalho que tem vindo a realizar nos últimos anos, como seja o tríptico Human Cargo, permitem estabelecer um importante diálogo.